AUTISMO

Terapia com células-tronco para o autismo

O que é autismo?

O autismo é um espectro de distúrbios caracterizados por anormalidades marcantes na comunicação e nas interações sociais. Dois achados consistentes comuns estão associados em crianças com esse distúrbio: oxigenação diminuída em áreas específicas do cérebro e uma condição inflamatória crônica mediada imunologicamente no intestino.

Qual é a lógica científica por trás do uso de células-tronco no tratamento do autismo?

As terapias investigativas atuais para o autismo tentam reverter essas anormalidades através da administração de antibióticos, agentes anti-inflamatórios e oxigênio hiperbárico. Infelizmente, nenhuma dessas abordagens aborda as causas da privação de oxigênio e inflamação intestinal.

A lógica por trás do tratamento do autismo com células-tronco mesenquimais derivadas do tecido do cordão umbilical é que o autismo e seu grau de gravidade foram significativamente correlacionados com citocinas inflamatórias e neuro-inflamatórias, incluindo quimiocina derivada de macrófagos (MDC) e quimiocina regulada por ativação e timo ( TARC). A administração intravenosa de CTM do cordão umbilical foi demonstrada em vários ensaios clínicos para diminuir a inflamação. Diminuir a inflamação no paciente autista pode aliviar os sintomas do autismo.

 

  • Através da administração de células-tronco mesenquimais, observamos melhora nos pacientes tratados em nossas instalações .